Mais de 400 mil toneladas de embalagens recuperadas

Entre 2018 e 2019, a Coalizão Embalagens recuperou centenas de milhares de embalagens de papel, papelão, plástico, vidro e metal

Sempre reforçamos a importância de nós, cidadãos, separarmos nossos resíduos para que todo material reciclável seja destinado corretamente e possa ser transformado em um novo produto. Hoje, trazemos números que mostram que isso vale a pena!

Entre 2018 e 2019, o total de embalagens pós-consumo recuperadas pela Coalizão Embalagens – conjunto de 14 entidades setoriais responsável pelo movimento “Separe. Não Pare” – chegou a 453,3 mil toneladas.

No total, foram 181.047,23 toneladas de papel e papelão; 141.893,40 toneladas de vidro; 73.692,07 toneladas de plástico; e 27.050,14 toneladas de metais. Isso sem falar em 29.645,42 toneladas de massa futura (que serão recuperadas no longo prazo).

Isso significa que graças ao empenho de todos os envolvidos no ciclo completo da reciclagem, conseguimos evitar que mais de 400 mil toneladas de materiais fossem parar nos aterros sanitários. Você tem ideia de quanto esse volume representa?

Vamos comparar:

  • Um elefante, maior animal terrestre, pode chegar a pesar 11 toneladas;
  • Um ônibus biarticulado com capacidade para 160 passageiros pesa 36 toneladas;
  • Uma baleia azul, apontada como o maior animal do mundo, pesa em média 190 toneladas;
  • O Burj Khalifa, maior arranha-céu do mundo localizado em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, com 160 andares, pesa aproximadamente 500 mil toneladas.

Percebe como nosso empenho diário em separar as embalagens pós-consumo, destinando corretamente todo material reciclável, é importante? Quando cada um de nós faz a sua parte, conseguimos resultados incríveis.

Para fortalecer a cultura da reciclagem em nosso País a responsabilidade deve ser compartilhada. Por isso, Separe. Não pare!